segunda-feira, 2 de junho de 2008

T.D. Potuguês - 2°EM - 1ª etapa

TD de Português – 2° EM – 1ª etapa – 2008

I.E.Superior de Brasília-DF

“A Paz

Vieram famintos,

Desnudos,

Cansados.

Alforjes vazios,

Os olhos opacos,

Sentaram-se à mesa.

Vieram vestidos

De linho,

De seda.

Alforjes tão cheios

Os olhos tão ávidos,

Sentaram-se à mesa.

E ele chegou.

Na branca toalha,

Ao longo estendida,

Nem vinho, nem peixe,

Nem água, nem pão.

Olhou-os nos olhos.

Sentiu-lhes a fome,

Sentiu-lhes o frio,

Chamou-os meus filhos,

Serviu-lhes a paz.”

Neusa Peçanha.

Julgue os itens a seguir, do ponto de vista morfossintático.

( ) As quatro primeiras orações são exemplos de oração sem sujeito.

( ) Os quatro primeiros adjetivos do texto exercem função sintática equivalente.

( ) De linho e De seda (vv.8 e 9) exercem funcão sintática equivalente a tão cheios (v.10).

( ) No verso 14, a posposição do adjetivo não altera a semântica nem a função sintática.

( ) O pronome lhes (vv. 19 e 20), tem a função sintática de objeto indireto.

2. UFMT

( ) No período Toda a gente lhe tinha um vago medo; mas o amor (…) não receia sobrecenhos enfarruscados, nem tufos de cabelos no nariz, a segunda oração estabelece com a primeira uma relação de conseqüência.

( ) No trecho Parou. Abriu a gaveta. Tirou de dentro o bilhetinho cor de rosa, desdobrou- o, os períodos coordenados expressam uma sucessão de ações.

( ) Em Acorda, donzela e Anjo adorado! Amo-lhe!… as locuções grifadas assumem diferentes funções sintáticas.

( ) O emprego de lhe na oração Amo-lhe! obedece à regência do verbo amar de acordo com as normas gramaticais.

3. UFMS Dentre os enunciados a seguir, identifique o(s) correto(s).

(01) Até conserva o mesmo valor semântico em “…Afonso Ribeiro seguiu os tupiniquins até sua aldeia…” (Eduardo Bueno, A viagem do descobrimento, p. 101) e em “Doença associada à elite, a anorexia começa a fazer vítimas na periferia e até no sertão nordestino.” (Época, 20/09/99, p. 54).

(02) A mensagem: “Movimento estudantil: é pau, é pedra, mas não é o fim do caminho.”, encontrada em um panfleto direcionado a estudantes de Comunicação Social, mantém relações intertextuais com conhecida canção da MPB.

(04) O uso do futuro do pretérito em “Os cientistas vão ligar uma máquina que seria capaz de dissolver o planeta?” (Superinteressante, out. 1999, p. 7) cria um efeito de sentido de incerteza, de irrealidade.

(08) “Temendo o mau cheiro iminente, o proprietário do cabaré ordenou ao empregado que pegasse o cavalo para levar o morto.” (Abílio Leite de Barros, Campo Grande — 100 anos de construção, p. 16) é um período composto por subordinação e coordenação.

(16) No período “A idéia da teletaxa evoluiu a partir da constatação de que a sociedade paulista estaria disposta a contar com uma política de Primeiro Mundo.” (Folha de S. Paulo, 6/11/99. Cad. 1, p. 3), há duas orações que exercem a função sintática de objeto indireto.

(32) Em “Foi ele que levou a Costa e Silva a notícia de que seu governo estava extinto e seu cargo, vago.” (Manchete, 14/8/99, p. 61), a vírgula foi empregada para indicar a omissão de um termo.

Observação!!!! Se o resultado incluir alguma alternativa falsa, perde-se a questão.

Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas. _____________________

4. U. Alfenas-MG Em “... só respira fora da água.”, a expressão sublinhada é:

a) adjunto adnominal.

b) complemento nominal.

c) adjunto adverbial.

d) objeto indireto.

e) aposto.

5. U. E. Ponta Grossa-PR Considerando os aspectos morfossintáticos na seqüência “Para comer coquinhos, seu prato preferido, usam uma ferramenta: ajeitam o fruto cuidadosamente numa pedra e jogam uma outra em cima, com força. Se não houver frutas nem insetos à mão, eles mudam a dieta e podem atacar plantações ou mesmo assaltar casas”, é correto afirmar que:

01) “cuidadosamente” é adjunto modificador do nome “fruto”.

02) “se” é um pronome reflexivo.

04) “seu prato preferido” é um aposto explicativo para “coquinhos”.

08) a locução “com força” é modificadora de “jogam”.

16) “frutas” e “insetos” são complementos de “houver”.

Some as alternativas corretas: _____________

06. U. E. Ponta Grossa-PR O sujeito oracional foi analisado corretamente em:

01) “As formas estranhas dos aeroplanos experimentais invadiam as páginas dos jornais”— sujeito simples anteposto ao verbo.

02) “Nos dez primeiros anos deste século havia uma mania pop em Paris” – sujeito simples posposto ao verbo.

04) “Em conseqüência, proliferaram os fotógrafos profissionais e amadores” – sujeito indeterminado.

08) “Os pilotos e os inventores eram reconhecidos nas ruas” – sujeito composto anteposto ao verbo.

16) “Surgiram câmeras modernas, mais sensíveis à luz” – sujeito simples posposto ao verbo.

Observação!!!! Se o resultado incluir alguma alternativa falsa, perde-se a questão.

Observação!!!! Se o resultado incluir alguma alternativa falsa, perde-se a questão.

Some as alternativas corretas: _____________

07. U.F. Santa Maria-RS “Da reunião em Londres participaram produtores de moda, jornalistas, representantes de agências de modelos e um seleto grupinho de adolescentes normais.”

Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada uma das afirmações relacionadas ao período em destaque.

( ) O verbo empregado na terceira pessoa do plural sinaliza a indeterminação do sujeito.

( ) Houve antecipação do objeto indireto do período como forma de realçá-lo.

( ) As vírgulas foram usadas para separar termos deslocados.

A seqüência correta é:

a) F – V – V.

b) V – V – F.

c) F – F – V.

d) F – V – F.

e) V – F – F.

Texto para a questão 08:

“Tão novo e já pendurou as chuteiras

I

E não foi só ele.

Milhares de brasileiros pendurarão

as chuteiras mais cedo por

problemas cardiovasculares.

II

Hoje, 20% da população adulta

brasileira é hipertensa,

12% é diabética e 30% tem

colesterol elevado.

III

Essas doenças, associadas

a tabagismo, obesidade, estresse

e vida sedentária levam ao óbito

por problemas cardiovasculares,

que correspondem a 32% de todos os

óbitos.

IV

Não seja mais uma vítima

das doenças cardiovasculares.

V

Procure seu médico e siga

a sua orientação.”

Veja. 23/06/99, p. 153.

8.UFMT – Assinale V para as sentenças que forem verdadeiras e F para as que forem falsas:

( ) A regra “Quando o sujeito é expresso por número percentual ou fracionário, o verbo concorda com o numeral” justifica as concordâncias verbais que ocorrem na 2ª parte do texto.

( ) A regência do verbo corresponder em …correspondem a 32% de todos os óbitos, na 3ª parte do texto, é a mesma que a gramática normativa indica para o verbo obedecer.

( ) A conjunção e, usada na primeira e na última frase, estabelece, em ambos os casos, uma relação de explicação da oração anterior.

( ) A locução por problemas cardiovasculares expressa uma relação de causalidade nas duas situações em que é usada (linhas 4 e 12).

TEXTO para as próximas questões do TD:

Dom Casmurro

Machado de Assis

CAPÍTULO II / DO LIVRO

Agora que expliquei o título, passo a escrever o livro. Antes disso, porém, digamos os motivos que me põem a pena na mão.

Vivo só, com um criado. A casa em que moro é própria; fi-la construir de propósito, levado de um desejo tão particular que me vexa imprimi-lo, mas vá lá. Um dia. há bastantes anos, lembrou-me reproduzir no Engenho Novo a casa em que me criei na antiga Rua de Mata-cavalos, dando-lhe o mesmo aspecto e economia daquela outra, que desapareceu. Construtor e pintor entenderam bem as indicações que lhes fiz: é o mesmo prédio assobradado, três janelas de frente, varanda ao fundo, as mesmas alcovas e salas. Na principal destas, a pintura do tecto e das paredes é mais ou menos igual, umas grinaldas de flores miúdas e grandes pássaros que as tomam nos blocos, de espaço a espaço. Nos quatro cantos do tecto as figuras das estações, e ao centro das paredes os medalhões de César, Augusto, Nero e Massinissa, com os nomes por baixo... Não alcanço a razão de tais personagens. Quando fomos para a casa de Mata-cavalos, já ela estava assim decorada; vinha do decênio anterior. Naturalmente era gosto do tempo meter sabor clássico e figuras antigas em pinturas americanas. O mais é também análogo e parecido. Tenho chacarinha, flores, legume, uma casuarina, um poço e lavadouro. Uso louça velha e mobília velha. Enfim, agora, como outrora, há aqui o mesmo contraste da vida interior, que é pacata, com a exterior, que é ruidosa.

O meu fim evidente era atar as duas pontas da vida, e restaurar na velhice a adolescência. Pois, senhor, não consegui recompor o que foi nem o que fui. Em tudo, se o rosto é igual, a fisionomia é diferente. Se só me faltassem os outros, vá um homem consola-se mais ou menos das pessoas que perde; mais falto eu mesmo, e esta lacuna é tudo. O que aqui está é, mal comparando, semelhante à pintura que se põe na barba e nos cabelos, e que apenas conserva o hábito externo, como se diz nas autópsias; o interno não agüenta tinta. Uma certidão que me desse vinte anos de idade poderia enganar os estranhos, como todos os documentos falsos, mas não a mim. Os amigos que me restam são de data recente; todos os antigos foram estudar a geologia dos campos-santos. Quanto às amigas, algumas datam de quinze anos, outras de menos, e quase todas crêem na mocidade. Duas ou três fariam crer nela aos outros, mas a língua que falam obriga muita vez a consultar os dicionários, e tal freqüência é cansativa.

Entretanto, vida diferente não quer dizer vida pior, é outra cousa a certos respeitos, aquela vida antiga aparece-me despida de muitos encantos que lhe achei; mas é também exato que perdeu muito espinho que a fez molesta, e, de memória, conservo alguma recordação doce e feiticeira. Em verdade, pouco apareço e menos falo. Distrações raras. O mais do tempo é gasto em hortar, jardinar e ler; como bem e não durmo mal.

Ora, como tudo cansa, esta monotonia acabou por exaurir-me também. Quis variar, e lembrou-me escrever um livro. Jurisprudência. filosofia e política acudiram-me, mas não me acudiram as forças necessárias. Depois, pensei em fazer uma "História dos Subúrbios" menos seca que as memórias do Padre Luís Gonçalves dos Santos relativas à cidade; era obra modesta, mas exigia documentos e datas como preliminares, tudo árido e longo. Foi então que os bustos pintados nas paredes entraram a falar-me e a dizer-me que, uma vez que eles não alcançavam reconstituir-me os tempos idos, pegasse da pena e contasse alguns. Talvez a narração me desse a ilusão, e as sombras viessem perpassar ligeiras, como ao poeta, não o do trem, mas o do Fausto: Aí vindes outra vez, inquietas sombras?...

Fiquei tão alegre com esta idéia, que ainda agora me treme a pena na mão. Sim, Nero, Augusto, Massinissa, e tu, grande César, que me incitas a fazer os meus comentários, agradeço-vos o conselho, e vou deitar ao papel as reminiscências que me vierem vindo. Deste modo, viverei o que vivi, e assentarei a mão para alguma obra de maior tomo. Eia, comecemos a evocação por uma célebre tarde de novembro, que nunca me esqueceu. Tive outras muitas, melhores, e piores, mas aquela nunca se me apagou do espírito. É o que vais entender, lendo.

9. Releia o seguinte trecho:

“Agora que expliquei o título, passo a escrever o livro.”

Agora, responda:

a) Qual a predicação verbal dos verbos sublinhados? ______________________

b) Qual o sujeito? _________________________________________________

c) Qual a classificação do sujeito? ____________________________________

10. Utilize o seguinte código para classificar a predicação dos verbos sublinhados nos seguintes períodos:

VL – verbo de ligação

VI – verbo intransitivo

VTD - verbo transitivo direto

VTI – verbo transitivo indireto

VTDI – verbo transitivo direto e indireto

A ( ) Vivo só, com um criado.

B ( ) A casa em que moro é própria

C ( ) Não alcanço a razão de tais personagens.

D ( ) e tal freqüência é cansativa

E ( ) e vou deitar ao papel as reminiscências

11. Classifique o sujeito da seguinte oração e justifique a classificação:

há aqui o mesmo contraste da vida interior”

12. Sublinhe os objetos diretos das seguintes orações:

a) que me vexa imprimi-lo

b) e que apenas conserva o hábito externo

c) que ainda agora me treme a pena na mão

d) mas não me acudiram as forças necessárias

13. Circule ou sublinhe os predicativos, anotando, entre os parênteses OS para o predicativo do sujeito e PO, para o predicativo do objeto.

A ( ) Fiquei tão alegre com esta idéia

B ( ) aquela vida antiga aparece-me despida

C ( ) e as sombras viessem perpassar ligeiras

14. Releia o seguinte trecho:

“esta monotonia acabou por exaurir-me também”

Dê a função sintática dos termos abaixo destacados da oração em estudo:

a) me >

b) monotonia >

15. Indique, nos parênteses, CN para complemento nominal e OI para objeto indireto, classificando os termos sublinhados:

A ( ) e vou deitar ao papel as reminiscências

B ( ) Talvez a narração me desse a ilusão

C ( ) quase todas crêem na mocidade.

D ( ) Não alcanço a razão de tais personagens.

16. Dê a função sintática correta do termo sublinhado nos itens abaixo:

a) aquela nunca se me apagou do espírito ______________________

b) que me põem a pena na mão _____________________________

GABARITO TE = 48

1. F-F-F-V-F

2. F-V-F-F

3. 38 (02 + 04 + 32)

4. B

5. 28 (04 + 08 + 16)

6. 27 ( 01 + 02 + 08 + 16)

7. D

8. F-V-F-V

9. a) VTD b) eu c) implícito ou desinencial ou oculto

10. VL – VI – VTD – VL – VTDI

11. Oração sem sujeito ou sujeito inexistente. Porque o verbo haver possui o mesmo sentido de EXISTIR, sendo assim, um verbo impessoal, caracterizando a inexistência de um sujeito.

12. a) lo b) hábito externo c) a pena d) as forças

13. a) PS – alegre b) PS – despida c) PS – ligeiras

14. a) OD b) sujeito determinado simples

15. a) OI b) OI c) OI d) CN

16. a) CN b) OD pleonástico

Sem comentários:

Arquivo do blogue